quinta-feira, 18 de setembro de 2014

anxious, nervous, "parvous"

É mais ou menos como me sinto hoje. 
Hoje é a reunião da minha filha mais nova. 
Este ano, um pouco à margem da minha vontade, mas por vontade do pai, foi para uma escola nova, onde anda o enteado do meu "eis". 
Parece que a professora é exigente, a escola é boa (claro, isto foram as infos recebidas. E como tudo o que vem daquelas bandas é que é bom...),  e como a pequena não é lá muito dada a escolas e estudos, achou-se que talvez ali pudesse ser uma mais valia.
E assim foi. Foi inscrita, começou a frequentar o ATL da escola e agora começou as aulas. 
A verdade é que a miúda anda toda contente e gosta da escola. A verdade é que eu fico feliz por isso. A verdade é que eu quero que ela se sinta bem, feliz e com vontade de aprender. Mas a verdade, também, é que não me apetecia nada ter de ir para a reunião da escola que, não conheço, ter de "levar" com a carantonha da outra. Eu não lhe devo nada, na verdade nem ela a mim, mas não me apetecia. Ainda por cima, não a conheço e vou agora ter de conhecer.
Já disse ao pai que esperava por ele, etc. Agora, acho que o sentir-me menos bem depende muito do pai e do seu "acompanhamento".
Um amigo de coração, disse para eu ser eu e ter calma, pois apenas estou a fazer e procurar querer o bem da miúda. Que se alguém tem de se "orientar" é o pai que resolveu meter-nos a tod@s nesta. Que eu sou a que menos me devo preocupar com quem está ou não.
Mas custa-me. Eu não conheço ninguém, não tenho suporte nenhum li. Não vou negar que sim, que me custa. Vamos ver como me vou sentir.

8 comentários:

Cynthia disse...

Eu compreendo-te. Mas pensa sempre que estás, de facto, a tentar fazer o que é melhor para a tua filha e que isso é muito importante! Estás a ser uma boa mãe e quando olhares para ela, para os resultados da mudança de escola e para a felicidade que ela demonstra em frequentá-la, vai sempre ajudar :)

D. disse...

É verdade Cynthia e é o que penso. Mas custa um "cadinho"

A Minha Essência disse...

Não é fácil, mas a intenção é o amor de mãe compensa tudo! ;)

Paula Santos disse...

Realmente deve ser difícil... Força e tudo a correr bem!
:D

A barata diz que tem... disse...

Olha se a pequena C. escolhe o rapaz para fazer trabalhos de grupo e tu ainda vais ter que organizar lanchinhos em tua casa?
Fora de brincadeiras, se ela está a gostar da escola, isso é mais importante. Põe um sorriso nos lábios e força!

D. disse...

Ai barata, nem me digas isso. Realmente era só o que me faltava.
Mas correu bem. Sobrevivi e o pai esteve muito bem. Sentou-se ao meu lado e acompanhou-me a mim. (na verdade, assim é que deveria ser). A moça, lá ficou atrás algures, pois o lugar dela seria na cadeira ao lado de mim.... afinal, os miúdos são colegas de carteira (só comigo mesmo!)

ynys disse...

Que filme... mas pelo que percebi já foi, mas sabes que mais virão, mais reuniões, mais situações e ela é sem dúvida a tua razão para ser e estar. Grande coragem e boa sorte para tudo o que virá e em vez de pensarmos e se correr mal tenta pensar e se correr muito bem para a miúda? Melhor não é :) isto dito... mãe sofre! ;P

D. disse...

:) Já passou ynys e sim, irão haver mais reuniões. Esta correu bem, aguardemos para ver o resto