terça-feira, 3 de junho de 2014

triste, é mais ou menos como me sinto

De cada vez que são estes eventos pontuais de festas de anos, etc., onde o tempo juntas é tão mas tão escasso, chego sempre ao final com um vazio e uma tristeza enormes. Não por saber que depois elas se vão embora, mas porque, infelizmente e não sei mesmo porquê, nestas horas que parecem minutos, conseguem sempre fazer com que haja zanga, brigas, gritos, caras fechadas, etc. 
E é triste. E é muito triste.
Chego quase que a ter um sentimento de arrependimento por ter tentado proporcionar algo de bom, que fico com a sensação que falha sempre. Fico com aquele vazio triste de que, é sempre uma seca deste lado. Só há zangas e tristezas.
Que merda.
Não há um comportar-se. Não há um não exigir o que não tem de ser exigido. A sensação que dá, com que se fica, é que não há nada.
Triste. Vazia. É sempre como termino.
Não sei se sou eu, somos nós - sim, muito input também que ajuda a destabilizar tudo - que sou exigente demais, se são elas que abusam muito.
Mas é muito desgostoso. 
E hoje, sinto-me assim, triste.

4 comentários:

S* disse...

Um forte abraço!

D. disse...

Obrigada S*

Timtim Tim disse...

Anima-te. Há dias assim! Já passa!

D. disse...

Obrigada Timtim Tim. Vocês são uns doces