segunda-feira, 18 de junho de 2012

Pensamentos

Nem sempre podemos impedir alguém de escolher o seu próprio caminho, mesmo sabendo que se pode magoar; o nosso dever é alertar. Se não resultar, só nos resta acolher e amparar no momento da dor. 
Isso é amor verdadeiro






E eu estou em crer que era menina para amparar e consolar alguém que, por certo e aos olhos da maioria, da minha parte não o merecia, se não apenas o silêncio e o ignorar. No fundo, seria fazer o que me fizeram. Mas conhecendo-me, sei que não iria resistir nem que fosse a mandar um mail ou sms com um "estou aqui se precisares"!
Eu sei,  sou uma parva.

7 comentários:

Mamã de Salto Alto disse...

Também era menina para isso...tem de ser não é?Em relação ao creme da Garnier,hoje comprei-o novamente porque acho que de facto,é o melhor.E está mais barato.Custou 7,49€.Bjs

D. disse...

Pois... :)
Obrigada Mamã de Salto Alto pela dica. Vou numa próxima vez ver, mesmo não precisando, adoro estas coisas.
Beijinhos

Ana disse...

Ainda bem que não somos todos iguais e nem todos seguimos a máxima do "olho por olho, dente por dente". Muitas vezes, ao não agir da mesma forma que agiram connosco, é a melhor chapada que damos sem mão.

D. disse...

Tens muita razão Ana. mesmo.
Custa, e podemos até achar que vamos ser "tomadas" por parvinhas ou tontas, mas sem dúvida que nos sentimos melhor (digo eu).

Ritinha disse...

As vezes nem batendo com a cabeça 100 vezes aprendemos! Também sou assim...Dou de mais ás pessoas erradas, sei disso mas não aprendo...Acredito sempre no melhor de cada um mesmo quando não está lá...Enfim loool sou uma pequena burra :)

Bjocas

SaintWolf disse...

É, o coração mole também devia ser considerada doença.

D. disse...

So true, SaintWolf, so true