quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Balanços? Não fiz.

Não, não fiz o balanço do ano que há poucas horas terminou. 
Não fiz, talvez por preguiça. Ou por falta de me querer recordar de alguma parte do mesmo. Não me lembro de ter no ano anterior delineado metas para o ano que acabou. Por isso, sem objectivos traçados, teimei em que não faz sentido fazer o follow-up do mesmo. 
Acabou o 2013. Lá ficou. Com ele foram as coisas boas, que me recordo de bastantes, e as coisas más, que me vêm à memória algumas. Ficou. Guardou-se. Deixem-no.
Não, também ainda não tracei metas e objectivos para este ano que, agora começou. 
Acordei, hoje, com vontade de o fazer. Gostava de conseguir "alterar-me" para alguns objectivos que gostaria de tornar meus. Será que consigo? Não sei. Por certo, ainda os vou escrever e ver o que consigo com eles fazer. O meu dilema, é que algumas das coisas que eu muito gostava, depois são um pouco, eventualmente, contraditórias com a minha maneira de ser habitual. Mas talvez seja um desafio interessante.
Este ano que passou e nestas horas do que entrou, há um sentimento que foi comum a todo o ano. A saudade. Ou a falta que me faz, quem eu já fui. Lembro-me muito do meu passado, que julgava estar já bem arrumado numa caixinha linda, toda vintage, perfumada e carinhosamente guardada no meu armário. Como ele próprio merece. Mas não. Tem-me vindo à memória muitas recordações. E tenho-me deparado com a comparação de como estaria se ainda vivesse no passado. 
Rendo-me. Faz-me falta. 
Este ano que entra, é decisivo para a minha vida e sobrevivência e das minhas lindas filhas. E, por certo e enquanto isto não se endireita (que tem de se tentar endireitar este ano. Não há mais tempo), vou recordar-me muito do que foi. Não quero, pois apenas me entristece e não me dá frutos nenhuns. Mas não consigo.
Balanços? Não fiz. Mas tenho em mim que, ainda vou traçar umas metas.

4 comentários:

Paula Nogueira Guerra disse...

feliz ano novooooo ;)

JP disse...

Vim conhecer o teu cantinho e fiquei a seguir.

Um fantástico ano para ti e que te traga o que desejas

Beijinho

Caco disse...

Espero que 2014 te traga muitas alegrias e te ajude a superar esse passado com momentos ainda mais felizes :-). Conheço bem esse sentimento e no meu caso, vai acompanhar-me até ao fim dos meus dias.

D. disse...

Um muito obrigada a cada um de vós. E desejo-vos um ano de 2014 bom, ou pelo menos, melhor que o anterior.
Obrigada por virem até este meu cantinho, onde espero vir, também, mais vezes este ano e ver-vos a cada um.
Bjs