segunda-feira, 5 de agosto de 2013

[lágrima]

Quando corre uma lágrima sentida, por se deixar um espaço no qual tanto nos divertimos, mesmo que apenas, por uma semana, é comovente e gratificante.
Foi essa lágrima que correu, quando fui buscar as C's ao ATL, onde passaram uma semana. Dos olhos grandes da mais velha, foi daí que caiu a lágrima.
Valeu o esforço de mãe, para que lá estivessem. Valeu os olhares de quem gosta de comentar, o facto de as colocar em local onde tenham um pouco de crescimento, quando no fundo, poderia estar com elas.
Deu forças para enfrentar olhares e para arranjar mais oportunidades de, para o ano voltar. Vou tentar, amores.
"Mammy, se conseguires, podes meter-me de novo para o ano neste local? Gostei tanto." e a lágrima doce caia pelo seu rosto iluminado de felicidade. Vou tentar, amor.
É bom. 
És de um carinho camuflado que enche muito quem tem a oportunidade de o sentir. És muito profunda, disfarçado por essa "infragilidade" que apresentas. És um amor na minha vida.

6 comentários:

Vera, a Loira disse...

Deve ser mesmo muito comovente participar de uma cena assim.

D. disse...

<3 é sim, Loira.

Benedita disse...

E que bom que é, recebermos a confirmação que decididmos bem, e que valeu e muito, o esforço! :)

D. disse...

muito bom, mesmo Benedita. Enche-nos o coração e a alma

Paula Nogueira Guerra disse...

Adoro lágrimas de felicidade!

Um beijo doce xxxx

D. disse...

São tão doces, não é Paula?
Obrigada
Beijos doces